O Melhor de Você

Durante toda a sua vida, a maior distância que você poderá percorrer será a distância entre a sua mente e o seu coração. Metaforicamente, o que realmente quero dizer é que o melhor de você está em algum lugar entre a razão e a emoção, entre a lógica e o sentimento, a realidade e o sonho, entre a sua mente consciente e a sua mente inconsciente.

Segundo estudos da biologia temos três componentes na nossa origem:

1º. Genética: As evidências são bastante fortes de que a herança genética é responsável por 30% do seu comportamento. Filhos de pais depressivos tem mais chance de ser depressivo. Um bom exemplo a ser citado é a de gêmeo idênticos criados separados. Quando um sofre de depressão há grande probabilidade do outro também sofrer.

2º. Ambiente: A influência do ambiente de criação conta por aproximadamente 20% da nossa origem. Se considerar o padrão de família adotado pela sociedade atualmente, tudo os pais ensinaram de forma intencional ou não, falando ou demonstrando, vai formando a sua personalidade. Enfim, tudo o que você vive na primeira infância, e segundo a Teoria dos Setênios de Rudolf Steiner, até os sete anos de idade, é muito importante para a formação da sua personalidade, então professores, tios, colegas, todos têm importância.

3º. Você mesmo: Independente da sua herança e forma de vida, a sua cabeça tem uma boa independência. Ou seja, as suas conclusões, interpretações, percepções são individuais e o seu livre arbítrio é responsável por 50% de quem você realmente é ou quer ser.

O passado é imutável, entretanto, o que você vive é tão somente a consequência da sua percepção do passado. Portanto, a primeira lição para que o melhor de você possa emergir desse lugar extraordinário que fica entre sua mente e seu coração é aceitar, honrar, respeitar e ser grato pela sua origem. Segundo os ensinamentos de José Roberto Marques, autor do livro “Os 7 Níveis da Teoria do Processo Evolutivo”, em primeiro lugar que você existe porque é filho.

A segunda lição para que você possa acessar o melhor de você é descobrir o caminho e caminhar o caminho entre a sua mente e seu coração, entre o consciente e o inconsciente. O melhor de você está na capacidade de escolher viver a transcendência do seu coração, da sua emoção, do seu sentimento e do seu sonho. E como muito bem explicado por Jill Bolte Taylor, pesquisadora de Harvard, se os indivíduos pudessem escolher viver a transcendência do seu eu, expandida pela sua mente inconsciente, por mais vezes a cada momento, isso de fato seria o melhor de você conectado ao mundo e contribuindo para que o mundo seja extraordinário.

Reflita… Qual é o seu nome? Que história você conta de você para você mesmo?

Sonhe… Como seria se o seu mundo já fosse extraordinário?

Viva… “Seja você, neste momento, a mudança que você quer no mundo”.

Deixe o seu pensamento